Instalando Ubuntu. De novo??? – parte 1 de 2: instalações.

2 10 2008

Acho que o que não falta na internet é tutorial sobre instalação de Ubuntu. O mais irônico é que nunca um tutorial é o suficiente para você, pois sempre falta uma ou outra coisa! E este post veio para provar exatamente isso, pois, provavelmente, não será completo para algumas pessoas!🙂 O que vou escrever aqui é o que SEMPRE faço quando reinstalo Ubuntu em alguma das minhas máquinas, e SEMPRE preciso fazer as mesmas coisas. Muitas delas já estão praticamente no sangue, mas outras SEMPRE esqueço e tenho que ficar igual um louco procurando configuração.
Para quem se destina o meu tipo de instalação além de mim? Para designers e artistas gráficos. Nem tudo é interessante para quem ler aqui, mas é TUDO o que eu instalo. A linguagem que usei está simples, fácil para quem é novo no Ubuntu. Se você seguir exatamente o passo a passo deste blog, provavelmente tudo dará certo. Ah, e tirando o meu da reta não me responsabilizo nem garanto o funcionamento dessas configurações a seguir, apenas deram certo para mim, por isso está mais para meu backup pessoal de configurações. Use por sua conta e risco.

Versão 8.04 – Hardy

INSTALAÇÃO A PARTIR DO CD – Não detalharei esta etapa por enquanto

Teclado:
Sem segredos. Com Ç, Brasil, sem Ç, US Internacional

Partições:

/ – Sempre monto uma / (raíz) de 8 a 15GB, depende do tamanho do HD;
/home – Uma boa parte do HD;
SWAP – uns 400MB. (se vc pretende colocar o computador em hibernação, é recomendado utilizar no mínimo 2x o valor de RAM presente no computador, já que é na Swap que serão gravados os dados da hibernação. – dica do Weber)
Windows – Se tiver monto em /media/c . É muito mais lógico que chamar de sda1. E ficando em /media o ícone da partição aparece no desktop.

CONFIGURAÇÕES INICIAIS

Primeira coisa a fazer: Login automático. Fala sério, só eu uso esse computador, por que vou ficar colocando senha no início?

Login Automático:

Sistema > Administração > Janela de início de Sessão
Aba Segurança > Clique em Habilitar Início Automático > escolha o usuário.

Repositórios: (É o site onde fica os instaladores dos programas, chamados de pacotes)
O Segredo de uma boa instalação é ter os repositórios corretos configurados, pois os que vem com o ubuntu não tem tudo que precisamos. Siga os passos abaixo que não tem erro:

– Adicionando o repositório Medibuntu.org:

1. Apenas selecione o texto abaixo

sudo wget http://www.medibuntu.org/sources.list.d/hardy.list -O /etc/apt/sources.list.d/medibuntu.list

2. Abra o Terminal (Aplicações > Acessórios > Consola)
3. Para colar é só dar um clique no botão do meio do mouse. (Obs.: sim, aquilo não é só uma rodinha, é um botão também. E server para colar uma seleção semprecisar dar Ctrl+C, Ctrl+V)
4. Pressione enter e digite sua senha e enter de novo. (Detalhe, não aparece nenhum caracter quando você está digitando a senha)

– Configurar mais um repositório: (pode fechar o Terminal por enquanto)

  1. Vá no menu Sistema > Administração > Gerencioador de Pacotes Synaptic
  2. Dentro dele clique no menu Configurações > Repositórios
  3. Vá na aba (ou guia) Pacotes de Terceiros e habilite o primeiro site que ali aparece
  4. Feche a janela de configurações e volte para o Synaptic
  5. Lá clique no botão Recarregar
  6. Aparecerá um pequeno “erro” que iremos “corrigir” logo abaixo:
    A. DICA: Clique em um dos pacotes que aparece na lista no Synaptic (mas não nos quadradinhos ao lado esquerdo deles; Agora é só digitar o nome do pacote que ele vai direto lá!
    B. Digite: medibuntu-keyring (DICA2: na verdade não precisa digitar tudo, pois ele vai procurando conforme você vai digitando, ou seja, se digitar só medib ele já acha! Bacana e rápido, né?);
    C. Clique no quadradinho ao lado esquerdo do nome e selecione Marcar para instalação;
    D. Clique em aplicar. Ele vai aparecer uma caixa de confirmação: Clique em OK)
  7. Legal! Tudo pronto para começar as instalações!

INSTALAÇÕES

Os programas que eu listar abaixo é só ir marcando para instalação no Synaptic como foi feito para o medibuntu-keyring:

– Primeira leva:

  • ubuntu-restricted-extras (Este é um meta-pacote, ou seja, selecionar ele é como selecoinar vários pacotes. Economiza um tempão)
  • w32codecs (Isso se você instalou a versão 32bits) ou
  • w64codecs (Isso se você instalou a versão 64bits)
  • aptoncd (para fazer backup posteriormente dos pacotes instalados )

Clique em Aplicar para instalar esses por enquanto, pois já será muita coisa! Fique de olho, pois depois que baixar, ele vai pedir confirmações de instalação para o msttcorefonts e para instalação do java.

– Segunda leva:

  • MARCAR PARA REMOÇÃO: totem-gstream (ele vai remover outros pacotes também. Confirme)
  • Instalar: totem-xine
  • mozilla-mplayer
  • libdvdcss2

As configurações de multimídia foram finalizadas. Flash, Java, mp3 e codecs de vídeo e DVDs de outras regiões instalados.

– Terceira leva – programas gráficos e multimídia:

  • inkscape (concorrente do CorelDraw)
  • python-lxml e python-numpy (bibliotecas importantes para conseguir rodar efeitos do inkscape)
  • scribus (editoração)
  • scribus-ng (versão desenvolvimento. Instale os dois)
  • fontforge (editor fantástico de fontes)
  • hugin (criação de panoramas)
  • avidemux (editor de vídeo, simples porém poderoso)
  • audacity (editor de áudio – dá uma dor de cabeça fazer funcionar o microfone muitas vezes)
  • yafray (render para blender)
  • blender (não é a versão atual, mas é bom tê-lo já isntalado)

– Quarta leva: Geral

  • emesene ( simples. muito bacana para quem não curte o pidgin)
  • amsn (vatagens sobre emesene: suporte a mensagem de áudio e webcam)
  • skype (voip e com suporte a webcam. Fala sério, nunca consegui fazer o ekiga funcionar. E mesmo que funcione, com que vou falar? ninguém usa)
  • checkgmail (uma mão na roda para quem usa gmail! – depois de instalado vá em Sistema > Preferências > Sessões > Em programas Inicias adicione o comando checkgmail lá. Ele abrirá quando você iniciar seu computador )

ATUALIZAÇÕES E DRIVERS

Normalmente as pessoas recomendam fazer as atualizações antes das Instalações. É um botão que sempre aparece na parte de cima, perto do relógio. Clique para abrir a janela de atualização e mande instalar. Dependendo isso pode demorar um pouco. Se no final ele pedir para reiniciar o computador, faça isso. Pronto!

Drivers Restritos – Nvidia (e a meleca da ATI)
Não vou postar aqui como configurar wireless. Para habilitar os drivers poderosos da sua placa de vídeo Nvida ou ATI vá em um ícone que fica ao lado do relógio também que tem um desenho de uma plaquinha. Não achou?

  • Então Vá em Sistema > Administração > Drivers de Hardware
  • Lá é só reconhecer a sua placa e clicar para habilitar. Só isso!

2 MONITORES NA NVIDIA

Para quem trabalha com imagem, 3d, o que for, 2 monitores não é frescura! Hoje em dia não volto mais a trabalhar em apenas 1 monitor. As propostas para configurar isso no “click, click” não deram certo até hoje. Então segue abaixo um jeito super simples de configurar isso via terminal:

  • Primeiro: saiba a resolução que irá utilizar. Faça apenas com monitores que tem suporte a mesma resolução escolhida. No meu caso meus monitores suportam resolução 1440×900.
  • Execute o comando: sudo gedit /etc/X11/xorg.conf
  • Lá procure pela área:

Section “Screen
Identifier    “Default Screen”
Monitor        “Configured Monitor”
Device        “Configured Video Device”
Defaultdepth    24
EndSection

  • E adicione as seguintes linhas como demonstrado abaixo:

Section “Screen
Identifier    “Default Screen”
Monitor        “Configured Monitor”
Device        “Configured Video Device”
Defaultdepth    24
Option         “TwinView” “1”
Option “metamodes” “1440×900,1440×900”

EndSection

  • Meu outro computador suporta resolução 1280×1024, mas 1152×864 fica melhor. Porém o segundo monitor não apareceu. Então tive que especificar informações do monitor para que funcionasse corretamente. A configuração era assim:

Section “Monitor”
Identifier    “Configured Monitor”
EndSection

Section “Screen”
Identifier    “Default Screen”
Monitor        “Configured Monitor”
Device        “Configured Video Device”
Defaultdepth    24
Option         “TwinView” “1”
Option “metamodes” “1440×900,1440×900”
EndSection

  • E ficou assim:

Section “Monitor”
Identifier    “Configured Monitor”
Horizsync    30-71
Vertrefresh    50-160
Option         “DPMS”

EndSection

Section “Screen”
Identifier    “Default Screen”
Monitor        “Configured Monitor”
Device        “Configured Video Device”
Defaultdepth    24
Option         “TwinView” “0”
Option “metamodes” “1152×864,1152×864”

EndSection

  • Tudo pronto!🙂 Reinicie e desfrute seu desktop com 2 monitores! Eis screenshots dos dois:

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

Não esqueça de instalar (pelo Synaptic) o nvidia-settings, uma interface para configurar sua tela. Muito bom para desabilitar/habilitar o segundo monitor para jogos que ficam em tela cheia (ficando no meio dos dois monitores). Para acessá-lo vá em Sistema > Administração > Nvidia Settings . Abaixo um screenshot de onde desabilitar o monitor:
Free Image Hosting at www.ImageShack.us

CONFIGURAR O FIREFOX

Feche o Synaptic e abra o Firefox.

  • Clique em Editar > Preferências : Na aba Geral mude a forma de download para Sempre perguntar onde salvar . Fala sério! Ninguém fica salvando tudo no Desktop!
  • Clique no menu Ferramentas > Complementos > aba Adicionar e adicione os seguintes complementos:

chormifox – Tema do Google Chrome
tab right button ie7 – Botão de abrir abas que fica ao lado direito das abas, como no Opera e IE7
Speed Dial ou o Fast Dial – O melhor! Miniaturas de páginas para quando você abra uma nova janela ou aba. Quando rodar o Firefox pela primeira vez depois de instalar configure-o. Sempre habilito ele para abrir em uma nova janela, nova aba e como página inicial. Viciante Esse complemento!

Pronto!

INSTALAÇÃO DE PROGRAMAS QUE NÃO FAZEM PARTE DO REPOSITÓRIO

– Quinta leva: Pacotes que não estão nos repositórios
Os repositórios facilitam muito a nossa vida na hora da instalação, porém algumas vezes não se encontra a última versão recém lançada do programa que utilizamos. É aí que entra o site www.getdeb.net . Lá sempre tem as últimas versões dos programas para 32 ou 64 bits. Fique sempre de olho neste site. Segue abaixo alguns dos programas que instalaremos de lá.

  • Blender 2.47 – Aconselho pegar no site blender.org, pois o do getdeb está bugado o Video Sequencer dele: você adiciona um vídeo e a memória ram é literalmente invadida até travar seu pc. A versão do site é só descompactar e usar. Mas se quiser ele funcionando no lugar do antigo dá para fazer, e melhor, sem desinstalar o antigo para manter as configurações de menu.
    Abra o terminal e:

1- Os passos são diferentes para as duas plataformas no ínicio, portanto:

Para Ubuntu 32bits:
wget http://download.blender.org/release/Blender2.47/blender-2.47-linux-glibc236-py25-i386.tar.bz2

tar xjvf blender-2.47-linux-glibc236-py25-i386.tar.bz2

mv blender-2.47-linux-glibc236-py25-i386 blender

Para Ubuntu 64bits:

wget http://download.blender.org/release/Blender2.47/blender-2.47-linux-glibc236-py25-x86_64.tar.bz2

tar xjvf blender-2.47-linux-glibc236-py25-x86_64.tar.bz2

mv blender-2.47-linux-glibc236-py25-x86_64 blender

2- Agora fica tudo igual:

sudo mv blender /opt

sudo mv /usr/bin/blender /usr/bin/blender_OLD

sudo mv /usr/bin/blenderplayer /usr/bin/blenderplayer_OLD

sudo ln -s /opt/blender/blender /usr/bin/blender

sudo ln -s /opt/blender/blenderplayer /usr/bin/blenderplayer

cd ~

mv .blender .blender_OLD

cp -r /opt/blender/.blender .

Pronto! Seu novo blender já deve estar funcionando redondo!

  • Pidgin 2.5.1getdeb.net/app/Pidgin . Desinstale o Pidgin existente antes de instalar essa versão. São vários pacotes para baixar para ele. Tem uma sequência para instlar, fácil de descobrir, pois se começar pelo errado ele vai dizer qual ele depende, ou seja, qual deve estar instalado antes. Simples assim.
  • Gimp 2.6 – Um sonho de consumo! :)Siga os passos descritos aqui.

Outro site legal para alguns programas específicos para trabalho em multimídia é o do Akirad. Na verdade descobri o site dele pelo site do Cinelerra CV . A configuração é muito simples para usar o repositório do Akirad, mais simples até que do medibuntu!
É só baixar este arquivo akirad.cinelerra.org/pool/addakirad.deb e instalar. Depois Abrir o Synaptic e clicar em recarregar. Pronto! Os pacotes já se encontram no Synaptic!🙂 Portanto, vamos a eles:

  • Cinelerra – tem algumas opções ali. Normalmente quem usa Cinelerra é porque já sabe o que está fazendo, porém se não sabe qual escolher leia a descrição de cada um para saber para qual processador você quer usar. Caso ainda fique com dúvida, instale o normal mesmo;
  • qdvdauthor-akirad – Ele criou um pacote com a última versão.
  • dvdstyler – Tanto o anterior quanto este servem para autoração de DVD, digo, autoração profissional! Não sendo este seu caso, teste o mandvd e o devede, sendo o último ridiculamente fácil!

Bem, a princípio é isso pessoal! As configurações de rede e outras pequenas ficam para o próximo post.


Ações

Information

11 responses

3 10 2008
Instalação de Ubuntu para Artistas e Designers

[…] por Moraes Junior – mangojambo (moraesjuniorΘgmail·com) – referência […]

3 10 2008
Barba

se é para designers e artistas, pq não o Ubuntu Studio?

3 10 2008
Guilherme

“meleca da ati”

wtf… Bom, não vou dizer que me surpreendi, vindo de um “tutorial” de instalação de ubuntu por um ubunteiro.

3 10 2008
mangojambo

@ Guilherme: tranqüilo? Pois é meu, de más em más experiências a gente acaba fazendo escolhas. No Estúdio onde estamos implantando SL tem um computador com uma ATI. Pela constatação do pessoal do estúdio, não funciona direito nem no Windows, no qual ela dá suporte oficialmente. Só acho uma pena. Já estão até com planos para trocar por uma Nvidia nervosa: Geforce 9800 GX2 !

@ Barba: tudo bem? Então, está mais para uma questão de gosto pessoal. Até usei o Ubuntu Studio, OpenSuse11 e achei excelentes!!! Mas, com o perdão da palavra e para melhor exemplificar, com o Ubuntu tenho um “amor de safada”: a gente apanha, mas ainda gosta! hahahaha … (sou o melhor em piadas ruins)

3 10 2008
Barba

Pois eh, tentei usar o Studio e não fui muito feliz para configurar dois monitores na ATI😦.. ai to no Ubuntu mesmo…

3 10 2008
Weber

Excelente tutorial. Espero que outras pessoas tenham a mesma idéia e bolem tutos de configuração específicos para outras áreas.
Só um adendo, quanto a Swap, se vc pretende colocar o computador em hibernação, é recomendado utilizar no mínimo 2x o valor de RAM presente no computador, já que é na Swap que serão gravados os dados da hibernação.

3 10 2008
Marcelo

Gostei bastante do tutorial, porém uso Adobe Fireworks. Consigo emular, mas procuro algum software concorrente para o fireworks e suas funcionalidades (slices, layers, frames, etc..).

Existe?

Abraços.

4 10 2008
Caio

Gostei bastante do tutorial! Uma mão na roda… Embora as coisas que você falou não sejam nada super complicado, ajudou muito pois poupou o trabalho de procurar onde fica cada coisa.. Gostei da dica do botão do meio do mouse! Não sabia que ele servia para colar texto! Só usava ele para rolar páginas automaticamente no FF, hehe.

O único motivo pelo qual ainda não consegui remover totalmente o Windows do meu HD, único motivo mesmo, é pelo fato de que uso muito o Photoshop, e até agora não consegui emular ele com nenhum programa, ja tentei praticamente todos os que existem para isso.. Consegui emular o CS2, mas fica muito instável e não da pra trabalhar com ele… E ainda está para nascer um programa de edição de imagens que chegue aos pés do Photoshop!

5 10 2008
mangojambo

@ Weber: Legal, Não sabia dessa não. Boa dica!

@ Marcelo: Sim e não!😉 Acho que tem como fazer algo parecido com o Gimp e também com o Inkscape! Deve dar um pouco mais de trabalho.

@ Caio: Pois é, foi muito complicado eu deixar o Photoshop. Tive que fazer sérias adaptações, mas nada impossível, onde perdi e ganhei em alguns pontos. Porém com o novo Gimp 2.6, e rodando os atalhos para Photoshop, melhorou muito minha vida! Sou uma pessoa mais feliz e disposta e ainda perdi 10 kilos!!!😉

5 10 2008
Raul Libório

parabéns cara, acho q somente os tapados olham pra esse tutorial com um tutorial APENAS pro Ubuntu. Isso funciona sim em varias outras distros, o que vai mudar é o nome de alguns pacotes e o local onde vai achar.
Eu customizei meu OpenSuSe😉

26 05 2009
Carlos

Vou testar por conta e risco, mais tenho perguntas, depois mando minha lista de perguntas….parabéns pelo blog muito bom.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: